Tuesday, September 26, 2006

Duendes atacaram meu PC, mas em troca dou piparotes

Sim, é verdade: duendes estão atacando meu PC. Agora mesmo vi um desses infelizes se escondendo atrás da torre, porém quando fui acender a luz já era tarde demais. Parecem o Batman com essa mania de desaparecer de repente. Gente extremamente mal-educada ("sem humanidade alguma nem conhecimento da vida civil", diria Cícero). Como se já não bastasse o fato de terem acabado com meu mouse. É um inferno mexer no PC sem o mouse, mas a necessidade nos obriga a aprender. (Na verdade, em circunstância assim, se a necessidade fosse realmente tão necessária ninguém aprenderia nada. Isto até que dá um bom post, mas deixemos por enquanto de lado.)

Esses dois últimos anos foram de reformulações forçadas. O monitor, aparentemente com problemas, me forçou a comprar um novo. Em seguida a placa-mãe pifou. Depois, nem mouse nem teclado serviam para a nova placa-mãe. Algum tempo depois tive de comprar outra placa-mãe. Aí o HD fez questão de pifar. Por último, há dois dias o mouse morreu. Tudo isso num intervalo de menos de dois anos. Em homenagem ao mouse, vou depois escutar algum réquiem, sim, a ele, assassinado por duendes, duendes homicidas!

O mais estranho é que não em poucas vezes de repente me pego tateando bem ali onde ficava o mouse. Sinto saudade do amiguinho.

Se minha preguiça deixar, amanhã (digo "amanhã" porque muito embora hoje já seja terça, meu dia oficialmente só termina quando durmo e começa quando acordo, de modo que meu calendário se desvia ligeiramente do calendário comum, o que talvez me faça ser uma espécie de super-homem das datas - übermenschenkalender), digo, amanhã ou quarta compro outro. E por falar em preguiça, compartilharei com o leitor um dos meus maiores temores. Ei-lo: ser abraçado por um bicho-preguiça. É verdade. Eu, o übermenschenkalender, sinto temor e tremor só de pensar nessa criatura. Aquele seu modo vagaroso parece dissimular algum embuste. Ela parece ardilosa. Associo a um capanga do Fu-Manchu. Não me perguntem a razão dessa extravagância. Mas não é por isso que temo aquele animal. É que não lembro onde ouvi dizer que se esse bicho te abraçar, cravará as unhas em ti e só te soltará se cortarem seus braços. Que coisa angustiante! É por isso que achei no mínimo uma temeridade quando vi um sujeito perto de uma preguiça em um comercial que agora não lembro mais qual. Aliás, já percebeu o leitor que toda a idéia que tentamos relembrar mas que toda hora nos escapa tem algo de feminino? A mulher, a boa mulher, tem algo de esguio, de fugidio. Algumas exageram até demais. Outras de menos. O curioso é que geralmente a mulher cujos traços parecem mais ariscos tem a tendência de ficar com os homens mais prosaicos. Geralmente as pessoas pensam que é por uma equação monetária que elas se casam com homens assim. Na verdade, tais pessoas trocam a conseqüência pela causa. Mas... isto é assunto também para outro post.

Enfim, escrevo essas coisas todas para demonstrar a vocês, duendes, que não os temo, por mais homicidas que sejam, por pior que seja a aparência de mata-mouros que possuam. E se não gostarem desse meu destemor, então digo como dizia o bom escritor: piparotes!

5 comments:

Anonymous said...

Esse duendes não são homicidas, são mousecidas.

Abraços,
Carlos.

Cassiano said...

Mousicidas e todas as outras partes de hard + cidas... :)

Anonymous said...

oi cass,
estou com saudades.
vc ficou falando ai de misturar os produtos do banheiro e engraçado é que semana passada eu me lembrei de uma parada egraçada que ocorreu no meu 3° ano do ensino médio.
( para ser mais atualizada, nada de segundo grau..rsrs)
eu e meus amigos, incluindo carlos, mas esse ai não se lembra , ficávamos no laboratorio de biologia estudando, e adivinha o que passavamos o tempo inteiro fazendo? rsrs
não é nada disso seu maldoso.rsrs
ficávamos miturando os produtos quimicos a torto e a direto.. o laranja com o azul, o branco com o vermelhinho.. ih.. começou a borbulhar..rsrsrs as vezes nossas experiencias começavam a borbulhar , como se fosse bicarbonato de sódio e a transbordar daqueles tubimhos de vidro.
olha que loucura!!
e se tivessemos inalado algum gas daquelas maluquices!? somos doidos e mais doido ainda quem deu a chave para nos...rsrsrs
mas foi uma época divertida! hehehe

e vc, como vai?
foi bem de prova?
consegui tirar a maior nota da redação na sala. adivinha.. 6,7!! rsrs valendo 8,0.
a maior nota....
vi uma criatura que tirou 3,0. as coisas estão feias
que saudade do 1a e 1b, até o 2a quando era possivel tirar uma notinha mais alta..rsrsrs
tudo indica que as coisas vão piorar..hehehehe
quanto ao écoutez, lembra.. que eu disse que parecia japones.. fui mais ou menos, como era de se esperar.. errei 3 e fiquei com 1,4, valendo 2,0!
uma amiga minha, não sei se chegei a comentar com vc, chegou atrasada e só conseguiu ouvir o negócio uma vez só. advinha? ela tirou 1,6! mais do que eu! kkkkkkkk
cada vez mais acredito que esse negocio de escutar não tá com nada, o negocio é a intuição..rsrs
método utlizado por mim algumas centenas de vezes! rsrs
um beijo grande
selline

Anonymous said...

caraca!!! fiquei 15 minutos tentando adivinhar como postava a mensagem.
que sistema, hein?
ou serei eu a louca?
ah, deixa pra lá..
rsrs

Anonymous said...

ô rapaz, dê sinal de vida?
o que houve?
um beijo